OVNIs, Abduções e Antigos Astronautas

Extraído do livro “Faint Echoes, Distant Stars: The Science and Politics of Finding Life Beyond Earth.” (“Ecos Fracos, Estrelas Distantes: A Ciência e a Política de Encontrar vida Além da Terra” sem versão em português). Escrito por Ben Bova, marca registrada, 2004. Algumas partes foram editadas para o contexto. Veja entrevista com Ben Bova em inglês


Eu acredito que a vida existe além da Terra. Eu acredito que vida inteligente tem de existir em um vasto universo de estrelas e galáxias. Eu reconheço que não há, por enquanto, nenhuma evidência que apóie esta minha crença.

ben_bova
Ben Bova.
Crédito da imagem:
benbova.net

Precisamente por eu ser um “crente”, neste sentido, eu permaneço cautelosamente cético sobre alegações de OVNIs, abduções alienígenas e antigos astronautas. É muito fácil se apaixonar por histórias não embasadas que nos dizem o que queremos acreditar. Eu gostaria de ver algum fragmento de sólida, palpável evidência, talvez tanto quanto uma pessoa levaria a um tribunal de trânsito para provar que não estava ilegalmente estacionada guando foi multada.

Eu posso relatar três incidentes na minha própria experiência que moldaram minha atitude a respeito de OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados): meu próprio avistamento de OVNI. Uma análise laboratorial de uma amostra de metal supostamente tirada de um OVNI e um encontro com o formidável Erich Von Daniken, autor de “Chariots of the Gods” (traduzido no Brasil como “Eram os Deuses Astronautas?”) e outros livros similares.

Meu avistamento de OVNI. Eu estava lanchando com minha família no restaurante no topo do Prudential Tower em Boston, EUA. Era uma brilhante e clara manhã de domingo e da janela ao nosso lado nós podíamos ver tudo até as montanhas de New Hempshire. De repente, percebi distante no horizonte uma pequena aeronave vermelha movendo-se bruscamente para frente e para trás em velocidades impossíveis, fazendo manobras que nenhum avião humano poderia fazer. Um OVNI! Eu pensei.

Star field
Em um universo repleto de estrelas, é difícil imaginar que a vida não existe em outro lugar.
Crédito: NASA/ STScI/ ESA

Felizmente havia uma plataforma de observação um andar abaixo do restaurante. Corri para baixo e foquei um dos telescópios lá no OVNI. Ele acabou por se revelar uma pipa de criança. Sem chance de julgar sua real distância, minha mente assumiu inicialmente que estava no horizonte. Naquela distância de alguns quarteirões, se tornou bem normal.

Uma análise de laboratório. Quando eu fui editor da revista Omni, nós trabalhamos duro para rastrear estórias de OVNIs. Elas sempre, de alguma forma, desaparecem no ar. Um dia um cavalheiro veio ao meu escritório trazendo um pedaço de metal que ele alegava ter sido tirado da fuselagem de um disco voador. “É diferente de qualquer metal na Terra” ele repetia.

Pareceu a mim e ao resto da equipe editorial que deveria ser bem difícil de raspar um pedaço de tal metal. Nós sugerimos que poderíamos levar a um respeitável laboratório de metalurgia para análise. O visitante estava bastante relutante em fazê-lo. Finalmente, depois de várias horas, o persuadimos a ir para Boston com um dos nossos editores e ter a amostra analisada no Massachusetts Institute of Technology (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). Ele concordou apenas após prometermos pagar todas as despesas para a viagem.

O MIT informou que o metal era alumínio comum, o material de panelas e frigideiras. Pode ter vindo da fuselagem de um disco voador; alumínio é um bom metal estrutural para veículos voadores. Mas certamente não era “diferente de qualquer metal na Terra”.

VLA
O radiotelescópio Very Large Array – VLA (Arranjo Muito Grande) é usado pela SETI para ouvir sinais de rádio artificialmente produzidos fora do nosso Sistema Solar.
Crédito: NRAO

Erich Von Daniken. Eu fui convidado a aparecer em um painel de discussão televisionado com Von Daniken em Toronto, Canadá. Ele falou sobre certas passagens do Velho Testamento que mostravam que Moisés pode ter usado uma arma laser contra os inimigos dos israelitas. E onde ele poderia pegar um laser naqueles tempos antigos, exceto de visitantes alienígenas? Observando sua palestra eu comecei a entender técnica de meias-verdades que eles estava usando. Quando chegou minha vez de falar, eu disse que usando a mesma técnica que Von Daniken usou, eu poderia mostrar que Manhattan foi construída por antigos astronautas.

O apresentador do programa ficou intrigado e me pediu para prosseguir.

Há bastante evidência que a misteriosa Manhattan foi construída por antigos astronautas, eu comecei. Por exemplo, há um parque no meio da ilha que é perfeitamente retangular, mas você não pode ver seu formato retangular do chão. Você precisa estar alto, talvez até em órbita, para ver o verdadeiro formato do Central Park. As ruas principais de Manhattan que seguem norte-sul também possuem um alinhamento igual ao campo magnético da Terra.

Como as pessoas chamam os prédios mais altos de Manhattan? Skyscrapers (Arranha-céus). Para onde eles apontam? Para as estrelas. Além disso, há uma estátua gigante de cobre no porto de Manhattan que nenhum ser humano poderia construir (uma equipe de seres humanos poderia e fez, mas nenhum indivíduo poderia elevar a Estátua da Liberdade por si mesmo).

O apresentador do programa e outros palestrantes gargalharam. Von Daniken saiu e voltou para sua Suíça natal.

Star field
Na imagem acima se lê “Humanos do Planeta Terra, vocês querem encontrar outros seres? Primeiro vocês precisam aprender a viver com pessoas diferentes”. O primeiro livro de ciência popular devotado à questão da vida extraterrestre foi escrito em 1686. No prefácio do seu Conversations on the Plurality of Worlds (Conversações sobre a Pluralidade dos Mundos), o poeta e filósofo francês Bernard le Bovier de Fontenelle escreveu: “Eu tentei tratar a filosofia de uma maneira bem pouco filosófica, eu tentei trazê-la ao ponto onde não é nem tão seca para homens e mulheres do mundo, nem muito brincalhona para acadêmicos.”
Crédito: David Grinspoon, Lonely Planets (Planetas Solitários).

O ceticismo é um traço importante, embora ele possa ler levado a extremos.

Thomas Jefferson não acreditava que meteoros eram corpos de rocha e metal que caíram na Terra, vindos do espaço exterior. Quando informado que dois professores de Yale tinham afirmado isto, ele disse, “eu prefiro acreditar que dois professores “yankees” poderiam mentir sobre rochas caírem do céu.”

A essência da ciência é medição e prova. Ideias devem ser testadas antes de serem aceitas como válidas. De fato, este conceito da testabilidade é central para o conhecimento científico. Toda ideia, toda medição, deve ser testada para ver se é mantida sob exame.

Isaac Asimov uma vez disse que ele não tinha argumentos sobre relatos de OVNIs. “São os OVIs (Objetos Voadores Identificados) que me preocupam”, ele disse. Sim, há objetos não identificados vistos no céu. Mas a conclusão de que estes objetos não identificados são visitantes extraterrestres não é apoiada por nenhuma evidência sólida, mesmo após mais de meio século.

Inverta a pergunta. Olhe para o fenômeno OVNI do ponto de vista dos alegados visitantes alienígenas. Se você tivesse viajado através de muitos anos-luz no espaço e encontrado um planeta que abriga vida inteligente, você limitaria suas atividades para voar acrobaticamente na escuridão da noite e abduzir indivíduos aleatórios para obscuros exames médicos? Mais provável que você iria anunciar sua presença de uma forma inconfundível, ou iria manter-se escondido da detecção humana enquanto estuda a Terra e seus habitantes, sem interferir com seu objeto de estudo.

Deve haver uma miríade de civilizações extraterrestres altamente avançadas. Seus representantes podem de fato estar enxameando sobre nosso planeta. Nós simplesmente não temos nenhuma evidência crível disto.

Durante a guerra civil americana, quando relatórios sobre o campo de batalha eram frequentemente não confiáveis, muitos jornais usaram uma manchete que avisava seus leitores que a história que eles estavam para ler poderia não ser acurada. A manchete dizia, “Boas notícias, se forem verdadeiras.”

Assim é como eu sinto a respeito dos relatos de OVNIs. Seria maravilhoso saber que estamos sendo visitados por alienígenas inteligentes. Mas eu duvido que isto seja verdade.

This story was originally published in English.

Publication of press-releases or other out-sourced content does not signify endorsement or affiliation of any kind.